top of page

Praia do Espelho - Curuípe



Quer saber um pouco sobre a praia eleita em 2009, pelo Guia Quatro Rodas, como a terceira mais bonita do Brasil? Então viaje conosco nesta aventura para conhecer as famosas piscinas naturais da Praia do Espelho, desejo de muitos turistas que visitam o Litoral Sul da Bahia. Para nós, eu e minha mulher, foi um espetáculo... um show! Verdadeiro cenário cinematográfico, que só mesmo indo lá e assim, poder conferir com os seus próprios olhos.

A Praia do Espelho faz parte do distrito de Trancoso, que pertence à Porto Seguro. Por estar situada próximo aos vilarejos como Trancoso, Caraíva e Arraial d’Ajuda atrai muitos visitantes.

A praia fica em um local isolado e tem uma estrutura bastante limitada. Não possui uma vila ou comunidade próxima, apenas poucas pousadas, alguns bares e restaurantes à beira-mar e o Outeiro das Brisas, um condomínio localizado no alto das falésias.

"As piscinas da Praia do Espelho se tornam um paraíso para os amantes do mar. O visual é perfeito por natureza e bucólico por vocação, ao reunir águas azuis que formam piscinas naturais com gigantescas falésias brancas ou avermelhadas, rios e coqueirais." Internet.

Sendo assim, depois desta introdução só nos restou embarcar. Vamos nessa! Decolamos do Aeroporto Santos Dumont no Rio às 07:06 h do dia 18 de março de 2015 e pousamos em Brasília às 08:56 h, no voo JJ 3022. Fizemos conexão com o voo JJ 3284 da Latam e chegamos em Porto Seguro as 11:27 h.


Como mencionado anteriormente, por se tratar de uma praia isolada não achamos conveniente alugar um carro e deixá-lo na garagem. Então alugamos um táxi para fazer o trajeto Porto Seguro/ Praia do Espelho, ida e volta. O tempo total do trajeto depende da balsa que atravessa o rio Buranhéim (entre Porto Seguro e Arraial d’Ajuda). A partir da balsa, o tempo de viagem é de cerca de 1:40 h. A estrada é asfaltada até Trancoso e de lá até a Praia do Espelho, 25 km, o acesso é por uma estrada de terra precária. Evite o período de chuvas.



Outra possibilidade que achei na internet é ir de táxi ou moto-táxi até a balsa e lá pegar um buzão. Ali é o ponto de saída dos ônibus que vão para a Praia do Espelho e Curuípe, às 07:15 e 15:00h com a Águia Azul. Linha Porto Seguro (balsa) x Caraíva.

Vendo os mapas abaixo, fica mais fácil de entender a geografia da região:




Muita gente antes de ir, pergunta: será que é mesmo a terceira praia mais bonita do país? O acesso é complicado, estrada de terra, os bares e restaurantes são caros e pouca ou sem nenhuma 'infra' faz com que muita gente não goste. Para aqueles visitantes que fazem o bate e volta de uma localidade próxima e ainda dão o azar de pegar a maré alta, certamente irão se desiludir com o local. Uma das razões, acho que a principal, é que a Praia do Espelho não é a mesma na maré alta, bem ao contrário, não fica nada bonita comparada com a maré baixa.

Na maré alta não se formam as piscinas naturais e muito menos os espelhos. Nem faixa de areia sobra. O apelido surgiu devido ao efeito causado pelos reflexos do sol nas piscinas naturais quando avistadas do mar ou de cima. Como esta foto com o espelho da nuvem:



Consultar a tábua de marés é essencial para que sua visita ou estadia seja perfeita.

Fizemos isto e escolhemos a data de hospedagem em função da maré. Ficamos na Pousada Enseada do Espelho.



Soubemos da mesma por meio de uma amiga de academia da minha mulher, proprietária da pousada, Rose. A nota da pousada no Booking é de 9,6, sensacional. Para nós a nota foi 10,0. Não só pelo atendimento especial dos donos, mas sim porque realmente é uma hospedagem encantadora. Tudo de primeiríssima qualidade. As boas vindas são marcadas com um 'drink' cheio de graça:



Chama bastante a atenção a área verde onde a pousada foi construída. A varanda e sua redinha, bem como os cuidados com os pequenos detalhes, que podem ser vistos nas fotos abaixo, também são um diferencial. Repare na decoração com flores, cartões especiais como o deixado em homenagem a nossa quarta viagem de ‘honeymoon’, etc:











Destaque para a Flor, charmosa arara do Mário, proprietário do local, que se torna uma atração à parte.




As áreas comuns como o restaurante e sala de leitura são muito agradáveis (reli o livro Caixa Preta do Ivan Santana, um ‘best seller’ da aviação). O café da manhã com as mesas beirando o mar debaixo dos coqueiros é ‘speechless’.








O atendimento e cordialidade dos colaboradores é impecável, tornando o ambiente ainda mais agradável. Lembramos com carinho de todos e em nome do Agraílton, deixamos o nosso muito obrigado, pois sem exceção, vocês foram muito atenciosos e gentis durante toda a nossa estadia.

‘Na maré baixa, dá para ir caminhando até Caraíva (12 km) ou até Trancoso (16 km), mas não esqueça de levar água e lanche (não há barracas nos trechos). No caminho, praias desertas e riozinhos emolduram a paisagem. Na volta, pegue uma traineira ou táxi. Sempre tendo o mar e o céu por testemunhas, as atividades no Espelho consistem em caminhar, passear de barco e não fazer absolutamente nada recostado nas almofadas espalhadas à beira-mar, na sombra de coqueiros. Para agitar a programação, dê uma circulada pelas vilas vizinhas de Trancoso e de Caraíva.’ Internet.

Tendo lido o texto acima antes da viagem, programamos as duas caminhadas para o primeiro e último dia da estadia, Trancoso e Caraíva, respectivamente. Um dia para relaxar nas piscinas naturais e outro para conhecer o Condomínio Outeiro das Brisas.

Um bom programa é aproveitar para tirar fotos com uma vista de cima da Praia do Espelho. Para tal, o Condomínio possui excelentes vistas panorâmicas, como estas:











Além disto, ficamos apaixonados pelas casinhas bem coloridas e em ótimo estado de conservação. Aproveitamos e compramos alguns itens básicos na loja de conveniência do condomínio, como água, por exemplo.





A primeira caminhada foi para Trancoso. Espetacular! Foram 16 km de praias sensacionais e melhor ainda, totalmente desertas, em um cenário bem primitivo e paradisíaco. Tomamos o cuidado de verificar a maré e iniciamos a jornada bem cedinho para assegurar a maré baixa. Logo no inicio tem um rio que deságua no oceano e para cruzá-lo pegamos água pelos joelhos. Como grande parte, ou melhor, toda a caminhada é feita na areia, embaixo de um sol escaldante, cuidados básicos tais como, protetor solar, chapéu, óculos escuros e muita água são imperativos. Curta as fotos:




















Chegando em Trancoso, almoçamos, demos uma volta no famoso quadrado da cidade e regressamos de táxi.

Já a segunda caminhada, no outro dia, teve muita emoção!!!... ‘São quase 12 quilômetros em uma caminhada cenográfica da Praia do Espelho até Caraíva, entre rochas e falésias. Rios, lagoas, trilha para ultrapassar um desfiladeiro e muita beleza natural. O esforço vale à pena. Ela é muito bem sinalizada, principalmente na área da subida e descida da falésia, depois é só seguir “toda vida” pela praia. Lagoas no caminho refrescam a aventura’. Internet.

Só que... não vimos a tal placa na subida das falésias. O resultado desta aventura foi que a caminhada que seria de 2:30 h, passou das 5 horas. Explico: Mesmo tendo iniciado a caminhada na maré baixa, a exemplo da ida para Trancoso, ocorreu algum fenômeno extra NAQUELE dia e a subida da maré foi fora de série, não restando quase nenhuma faixa de areia na área das falésias. Mas só descobrimos isso depois de termos iniciado a travessia das mesmas, em uma minúscula faixa. Ou seja, andávamos pelas pedras e éramos literalmente jogados pela maré contra os paredões, dentro d´água. Que sufoco! Pensamos até em nadar, mas tínhamos mochila com celular, carteira, etc. Então enfrentávamos cada trecho da falésia, na esperança de ser o último, mas não chegava de jeito nenhum! Até tentamos subir uma falésia, mas ela é feita de uma argila, em que a gente escorrega. Voltávamos para a água e ficávamos na torcida, _este é o último trecho!!!! E Nada! Mais uma etapa de expectativa e em uma delas, uma sandália havaiana fugiu do pé da Carla e foi uma comédia para eu resgatá-la, entre as ondas e os rochedos. Enfim, o suplício acabou após umas duas horas de ‘liquidificador'. O banho de mar e o descanso na primeira praia depois das falésias foi merecidíssmo. Quase choramos!

















Ao chegar no rio de Caraíva, índios Pataxós fazem a travessia de barco (R$5 por pessoa). Almoçamos na cidade e acabados esperamos pelo ônibus de volta até a Praia do Espelho. Vejam as fotos da travessia e do nosso estado deplorável esperando o ônibus:








E você acha que a aventura terminou aí?? Nãnaninanãooooo... a aventura continuou. O ônibus não era até a o Espelho e sim até um entroncamento a cerca de 2 km da praia. Esgotados ainda andamos esta etapa, por uma estrada de terra, suando em bicas, sem água... só mesmo com a força do pensamento!

Em compensação, chegando na pousada tivemos um jantar divino: Peixe na folha de bananeira com sorvete de coco artesanal, feito no hotel, de sobremesa. Quando contamos para os nossos amigos (donos da pousada) sobre a nossa aventura, eles ficaram sem palavras! Falaram que nunca havia acontecido nada parecido por ali.

No dia 22 de março regressamos de táxi até Porto Seguro. De lá embarcamos no voo JJ 3603 da Latam às 19:10 h, para São Paulo. Após a conexão decolamos às 22:35 h no voo JJ 3443 também da Latam para o Rio, onde chegamos às 23:35h no Santos Dumont.

Mais uma memorável aventura vivida pelo casal H20. Chegamos renovados em casa e prontos para uma nova aventura...

Commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione
Post: Blog2 Post
bottom of page